quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

DO AMOROSO ESQUECIMENTO!



DO AMOROSO ESQUECIMENTO

Eu agora - que desfecho!
Já nem penso mais em ti...
Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci?

Mario Quintana - Espelho Mágico



8 comentários:

Ivan disse...

See here

Rui Caetano disse...

O esquecimento se é um horizonte que se desfez, enão deve tornar-se um caminho sem retorno.

Anônimo disse...

Olá amigo querido, que lindos poemas, que belas imagens neste cantinho tão aconchegante.
Beijos!!!
Anne

muguet disse...

o teu blog é delicioso de saborear :)
obrigada por abrires estas caixinhas tão mágicas...

beijo..sabor a vento que espalha...

Musician disse...

Tão lindo amigo!
E a música...tão doce!
Será que me podes arranja-la?

Beijinhos

Vivi disse...

Eu adoroooo Mário Quintana. Mas acho que uma amiga aqui nao entendeu...heheheh
bjus

Mónica...Cine Cuentos. disse...

Olá!!!! José que bonito poema!!!

Beijos.

muguet disse...

meu querido, tomei a liberdade de transcrever este poema para um comentário a um post dos meus outros aromas. espero que não leves a mal.
identifiquei como deve ser, tanto o teu espaço como o autor do poema que tanto me encantou, pela sua verdade.
e, se não te importares mesmo, um dia levo-o comigo para o meu próprio cantinho, pode ser?

beijo, com sabor a palavras que fazem sentido cá dentro.